Chegada Noites    Adultos Crianças

Origens do Douro

A antiguidade do Vale do Douro

Da ocupação que remonta à pré-história, o Vale do Douro, conta com um leque de vestígios de povos que ali habitaram. Desde a época da romanização que ali se desenvolve a cultura da vinha. A paisagem dos vinhedos testemunha modos de organização da vinha de diferentes épocas históricas.

Na origem é uma paisagem deserta de fragas escarpadas, dominadas pelo xisto e pelo granito e cobertas por matas e arbustos típicos de um clima entre o atlântico e o mediterrâneo, que se torna mais seco à medida que se caminha para o interior.

A evolução dos vinhos do Douro

Ao longo de três séculos, criaram-se técnicas de aperfeiçoamento e valorização do terreno que permitiram o cultivo da vinha em condições adversas, em encostas íngremes e pedregosas, através da construção de socalcos, suportados por extensos muros de xisto que contribuem para evitar a erosão.

A paisagem foi modelada de forma inconfundível, para a transformar em milhares de quilómetros de vinha.
 
As imensas plantações de bardos paralelos, sejam em socalcos e patamares na horizontal, seja em vinhas ao alto, ou agora mais frequentemente alternando as duas modalidades, formam majestosas tapeçarias geométricas. A sua estratificação em escadarias que rasgam montanhas conjuga-se com a silenciosa lisura de um rio transformado numa sucessão de lagos pela construção de barragens.